português
inglês
francês
suaíli
introdução
visão
notícia
índice
sujeitos potenciais
bibliografia
subsídios
escritórios
escreva-nos


Ferreira, Humberto Pires
1913 a 1969
Igreja do Nazareno
Cabo Verde

Sr. Humberto Pires Ferreira nasceu na vila de Paúl na ilha de Santo Antão. Em 1933 ele foi graduado, com honras, da Escola Secundária de São Vicente. Ele serviu como professor por três anos e depois entrou no serviço público. Ele serviu com distinção em várias posições altas e ficou o administrador da Ilha de Brava. Ele foi reconhecido e premiado por Presidente Craveiro Lopes de Portugal pelos melhoramentos realizados por ele na administração e desenvolvimento das ilhas. Também, ele tocava a órgão e violino e teve um talento pela composição de música e poesia.

Uma vez o Ferreira estava na cidade capital, Praia, e ficou muito doente com uma febre alta. O medico recomendou o uso de sacos com gelo. Os missionários, o casal Howard, forneceu o gelo e quando ele foi agradecer este casal, entrou pela primeira vez em contato com os nazarenos. Um depois mais tarde, ele foi transferido para o interior. Na cidade de Santa Catarina, ele foi conduzido a um culto na igreja ao ouvir a música expressiva de alegria que ele ouviu da rua.

Ferreira ficou separado da sua esposa, Idalina, e da sua única filha, Maria Celeste. Idalina serviu como intermédio pelos espiritualistas na ilha de Fogo. Como resultado da separação, ele sentiu-se sozinho e precisava de amigos. Esquecendo a sua posição alta e as ligações sociais, ajoelhou-se ao altar na pequena igreja na Santa Catarina e procurou a perdão de Deus. Isso foi em 1943 quando ele recebeu a salvação e a sua vida foi transformada. Ele envolveu-se nas atividades da igreja local e organizou o primeiro coro da igreja. Mais tarde, ele ficou o diretor pedagógico da escola bíblica.

Deus atendeu as suas orações por Idalina. Os missionários nazarenos em São Vicente, o Rev. Earl e Sra. Gladys Mosteller, contactaram a Idalina e a filha, que teve onze anos de idade. A Maria Celeste assistiu a escola dominical com os filhos da família Mosteller e gostava muito de cantar. Ela teve uma voz muito doce e cantava cânticos traduzidos pelo seu pai que ela não se lembrou. Em 1950, a esposa do Humberto, Idalina, veio orar. Ele encontrou Jesus e finalmente ficou inteiramente santificado. Humberto e Idalina foram reunidos com alegria e deram um lar completo e cristão à filha deles.[1]

Em 1952 Humberto Ferreira aceitou o convite transferir-se para São Vicente e tomar posse da tarefa de criar e dirigir o projeto de imprensa e publicação da Igreja do Nazareno. O programa incluiu a imprensa e de milhares de panfletos, cinco publicações mensais e muitos livros. A Editora Nazarena ganhou muito distinção por sua contribuição de literatura de santidade para toda comunidade evangélica lusófona.

O ápice do trabalho do Sr. Humberto Ferreira foi a produção do hinário nazareno na língua portuguesa, Graça e Devoção. Ele traduziu, escreveu e corrigiu a maioria dos 424 hinos. O último hino que ele traduziu foi "Deus ainda está no Trono." Ele escreveu ao lado do título, "Isso tem que ser a nossa certeza e esperança em dias como estes”. Foi apresentado para a assembleia distrital em 1968. Depois disso, ele sentiu que pudesse ir embora em paz. Ele andava doente por um tempo e artrite criou muitas dificuldades por ele completando as suas tarefas. As suas mãos ficaram tão torcidos e inchados que a Idalina amarava uma caneta na mão para que ele pudesse escrever.

Ele trabalhava até três dias antes da sua morte súbita. O missionário que trabalhava na escola bíblica, o Rev. Elton Wood, escreveu o seguinte sobre Humberto:

“A nossa escola continuará ensinar mas nuca será o mesmo. Já perdemos uma mente fértil que produziu tantas ideias práticas e produtivas. E aquela mão estável ajudou guiar-nos por estes anos formativos.” Um outro missionário , o Rev. Clifford Gay, exprimiu a perda a igreja nas palavras do Velho Testamento: “Não sabeis que, hoje, caiu em Israel um príncipe e um grande?”[2]
Idalina transferiu-se para Lisboa. Maria Celeste completou um curso universitário e casou-se com um pastor, o Rev. José Delgado, em Cabo Verde. Em 1976 ficaram pastores da Igreja do Nazareno em Lisboa, a primeira igreja nazarena organizada em Portugal. Em 1995, estavam a servir como pastores da Betânia Igreja do Nazareno em Rumford, Rhode Island, EUA.[3]

Paul S. Dayhoff



Notas

1. Carol Gish, Mediterranean Missions: A Study of the Missionary Work of the Church of the Nazarene in Israel, Jordan, Syria, Lebanon, Italy and the Cape Verde Islands, (Kansas City, MO: Nazarene Publishing House, 1965), 152-153; Olive G. Tracy, The Nations and the Isles : A Study of Missionary Work of the Church of the Nazarene in the Nations - Israel, Jordan, Syria, Lebanon, Italy - and the Isles - the Cape Verde Islands, (Kansas City, MO: Nazarene Publishing House, 1958), 235; Alice Spangenberg, Jerusalem and Beyond: Christian Missions in the Cape Verde Islands and the Middle East, (Kansas City, MO: Nazarene Publishing House, 1950), 29-30; Earl Mosteller, carta (21 Abril 1995).

2. J. Elton Wood, "He Sings Around the Throne," The Other Sheep, (Kansas City, MO: Nazarene Publishing House, September 1970), 22-23.

3. Helen Temple, We Walk by Faith : Stories from Britain, Europe, Cape Verde, and the Middle East,(Kansas City, MO: Nazarene Publishing House, 1980), 20-29.



Este artigo é reproduzido, com permissão, do Living Stones In Africa: Pioneers of the Church of the Nazarene, edição revisada, direitos autorais © 1999, por Paul S. Dayhoff. Todos os direitos reservados