português
inglês
francês
suaíli
introdução
visão
notícia
índice
sujeitos potenciais
bibliografia
subsídios
escritórios
escreva-nos


Leonard Auala
n.1908 f.1983
Igreja Evangélica Luterana na Namíbia (IELN)
Namíbia

Dr. Leonard Nangolo Auala é um nome que aparece em todas as publicações sobre a história da Igreja da Namíbia, visto que foi o primeiro bispo nativo da igreja deste país. O Dr. Auala nasceu em 1908 num lar cristão. Após um período de trabalho operário nas minas de diamante, foi treinado como professor em Oniipa (1931-32). Trabalhou dois anos como professor, e depois fez uma especialização em Agustineum (1934). Depois ensinou por seis anos no instituto de treinamento de Oniipa.

Em 1941 recebeu treinamento em Paulinum como evangelista e foi ordenado em 1942. Ministrou na Congregação de Oniipa, ao mesmo tempo em que ensinava no instituto de treinamento. Em 1949 foi treinado como pastor e tornou-se secretário do conselho da Igreja Evangélica Luterana na Namíbia (IELN) em 1951. Em 1958 foi nomeado supervisor regional da IELN em Odonga. Depois continuou seus estudos teológicos na África do Sul. Logo, começou a participar de reuniões internacionais da igreja na África e na Europa.

Em 1960, o Dr. Auala foi eleito moderador do sínodo da IELN e, em 1963 tornou-se o primeiro bispo da história da IELN. Neste cargo foi membro do conselho executivo da Federação Luterana Mundial (FLM). Em 1967 a Universidade de Helsinki outorgou-lhe um doutorado honorário em teologia (Shejavali 1970:206-109, Kritzinger 1972:56-59). Em 1971 o Bispo Auala foi autor da conhecida "Carta Aberta", ao primeiro ministro da África do Sul, assinada junto com o Pastor Gowaseb da IELRN.

Em 1979, o Bispo Auala aposentou-se e foi sucedido pelo Pastor Kleopas Dumeni, que era o líder da juventude da IELN. O pastor Dumeni tornou-se o segundo bispo da IELN. O Bispo Auala faleceu em quatro de dezembro de 1983.

Bispo Auala era respeitado por todas as igrejas antigas e pelo povo de Ovambo em geral, como o pai de seu povo e um grande líder nacional (Immanuel Jan. 1984:9, Kritzinger 1972: 295-296). O seu papel como "Pai do Povo" deve ser entendido no contexto da IELN, o qual foi sempre de uma igreja com um grupo humano homogêneo formando uma comunidade com unidade cultural e social. Desde o século passado os membros da IELN foram quase cem por cento do grupo lingüístico Ovambo do norte da Namíbia. A característica de homogeneidade das tribos Ovambo sempre se refletiu nos membros da IELN. A região de Ovambo jamais foi afetada pelos eventos políticos externos tais como as duas guerras mundiais. Como bispo desta denominação, a qual foi a única "mãe" espiritual das tribos Ovambo, o Bispo Auala foi a figura do "pai" espiritual, o líder de seu povo. A sua liderança aconteceu quando muitas das autoridades tribais tradicionais (chefes e reis) cooperavam com os governos coloniais, e não tinha a total confiança do povo. Nesta época os partidos políticos se tornaram a nova "a voz do povo."

O Bispo Auala freqüentemente negociava com o governo da África do Sul, e representou o seu povo a partir de 1963. Neste ano após o anúncio da implantação do Apartheid do Plano Odendaal, o Bispo Auala enviou dois memorandos ao governo da África do Sul; um em 1964 e outro em 1967. Freqüentemente ele tinha discussões com os delegados gerais sobre questões sociais tais como contrato de trabalho e outras questões comunitárias. Como se fosse "a consciência dos governantes" o Bispo Auala viajou com freqüência a Pretória para advertir sobre as conseqüências do Apartheid (cf. declaração do primeiro ministro da África do Sul em 18 de agosto de 1971, Hellberg 1979:176, Buys 1983:304-307).

Bispo Auala tinha a confiança do seu povo; ele mesmo se considerava o "pastor de seu povo", aquele que devia zelar pelo bem-estar espiritual e material do mesmo. Ele descreveu sua missão ao primeiro ministro da África do Sul como "o Sentinela da Casa de Israel" (Ezequiel 33), o qual tinha que advertir o governo que seu povo estava sofrendo injustiça.

O Dr. Auala foi um líder muito carismático. Ele foi um profeta que testemunhou com muita sensibilidade, prudência e amor pela verdade. Foi enterrado com as merecidas honras em 10 de dezembro de 1983 em Oniipa. Um culto ecumênico em sua homenagem foi realizado em 4 de fevereiro de 1984 na igreja da IELN em Katutura, Windhoek, com a presença de milhares de pessoas (Immanuel Jan-Mar.1984:9). [1]

Gerhard Buys e Shekutaamba Nambala


Notas:

1. Esta biografia foi cedida por Buys & Nambala p.230-231.

Bibliografia:

Fonte principal

Buys, G. L. & Nambala, S. V. V. 2003. History of the Church in Namibia 1805 - 1990, an Introduction. Windhoek: Gamsberg Macmillan.

Referências publicadas e não publicadas

1994 Field Directory: SDA na Namibia. Dados não publicados da Igreja da Namibia, fornecidos pelo Rev. Coombs, SDA Presidente da Região Central.
Beris, A. P. J. 1996. From Mission to Local Church: One hundred years of mission by the Catholic Church in Namibia, with special reference to the development of the Archdiocese of Windhoek and the Apostolic Vicariate of Rundu. Windhoek: John Meinert.
Buys, G. L. 1983. Die holistiese sendingbenadering in die ekumeniese diskussie met besondere verwysing na die Kerk en Sending in Suidwes-Afrika/Namibië. Tese de doutorado não publicada, University of Stellenbosch.
Christians, N. C. 1957. Afrikaanse Metodisme, 'n Kort oorsig: Richard Allen, vader van die Afrikaanse Metodisme in Suidwes-Afrika. Keetmanshoop: Manuscrito não publicado.
Friesen, R. H. 1994. "Origins of the Spiritual Healing Church in Botswana" in Oosthuizen, Kitshoff, Dube (Ed). Afro-Christianity at the Grassroots, Its Dynamics and Strategies. New York: E. J. Brill. Pp. 37-50.
Hellberg, C.-J. 1979. A Voice of the Voiceless - The Involvement of the Lutheran World Federation in Southern Africa 1947-1977. Lund: Skeab Verbum.
Hoeflich, K. F. 1961. "In und nach dem Zweiten Weltkriege: 20 Jahre kirchliche Arbeit," in Afrikanischer Heimatkalender, pp. 82-85.
Hunke, N. 1996. Church and State: 100 years of Catholic Mission in Namibia. Windhoek: RCC, John Meinert Printers.
Kamburona, A. C. 1975. "Church Order of Oruuano." Manuscrito não publicado.
Kandovazu, E. 1968. Die Oruuano-Beweging. Karibib, ELK Boekdepot.
Kritzinger, J. J. 1972, "Sending en Kerk in Suidwes-Afrika - Band I & II." Tese de doutorado não publicada, University of Pretoria. (as referências de páginas deste volume, são indicadas por numeros de páginas normais, no segundo volume os números são indicados adicionando a letra "B" na frente de cada número).
Lau, B. (Ed.). 1995b. An Investigation of the Shooting at the Old Location on 10 December 1959. Windhoek: DISCOURSE/MSORP Publications.
Nieuwoudt, M. M. 1979a. "Die Nedertduitse Gereformeerde Kerk in Suidwes-Afrika. Woordbediening in pioniersomstandighede op weg na 'n selfstandige sinode, 'n kerkhistoriese studie." Tese de doutorado não publicada, University of Stellenbosch.
Oosthuizen, H. Z. M. 1995. Eerwaarde E. J. Leonard: Pionier van die Boere-gemeenskap. Tese de mestrado não publicada da University of the Orange Free State, Bloemfontein.
Pakenham, T. 1979. The Boer War. London: Weidenfeld e Nicholson. (or the Afrikaans version 1981. Die Boere Oorlog. Johannesburg: Jonathan Ball.)
Pöllitzer 1978. "Die eigene Kerze anzünden! Untersuching zu Entstehung, Lehre, Leitung und Leben in der Oruuano." (The Protestant Unity Church of South West Africa). Tese de doutorado não publicada, University of Pretoria.
Robson, N. and A. Luff. 1999a. A Short History of the Anglican Church in Northern Namibia, 1924-1999. Manuscrito encadernado não publicado.
Robson, N. and A. Luff. 1999b. "A History of the Anglican Church." (Edição ampliada). Manuscrito não publicado.
Shejavali, A. 1970b. The Ovambo-Kavango Church.(Ongerki Yomowambokavango). Helsinki: Kauppakirjapaino Oy, pp. 24-32 (obra comumente referida como OKC).
Strassberger, E. 1969. The Rhenish Mission Society in South Africa, 1830-1950. Cape Town: C. Struik.
Sundermeier, T. 1973. Wir aber suchten Gemeinschaft, Kirchwerdung und Kirchentrennung in Südwestafrika. Erlangen, Luther Verlag.
Voipio, R. 1972a. History of the Evangelical Lutheran Ovambo Kavango Church. Oniipa: ELOK ( tradução inglesa da edição em Afrikaans de 1968).

Priódicos Eclesiásticos

Immanuel, monthly jornal mensal da Igreja Evangélica Luterana da República da Namíbia (ELCRN).
CCN Information, jornal mensal do Conselho de Igrejas da Namíbia durante os anos oitenta.

Entrevistas e questionários

Christians, N. C. 2002. Notas não publicadas fornecidas a pedido por Buys, em 22 de Maio de 2002. O Ver Nicholas Christians foi o pastor da Igreja Trinity AME Church em Keetmanshoop porum período ininterrupto de 43 anos (1953-1997). Em 1998, ele recebeu o doutorado honorário do Instituto Wilberforce da AMEC em EEUU.
Mubonenwa, L. 1997. Resposta do Pastor Mubonenwa a um Questionário enviado por Buys,com a data de 25 de Setembro de 1997. O Pastor Mubonenwa é o Presidente Destrital do Nordeste da Namibia da Igreja SDA.
Tjijombo, P. 2002. Entrevista do Buys com Bispo Petrus Tjijombo em 18 de Janeiro de 2002 em sua casa. O Bispo Tjijombo era fundador e ainda líder ativo da AFM em St. John's na Namibia quando aconteceu esta entrevista após um ministério que começou em 1953. A foto do começo do seu ministério naquele ano no "velho local," lamentavelmente estavamuito danificada para ser utilizada nesta publicação.
Witbooi, H. 2002. Entrevista de Buys com o honorável Dr. Hendrik Witbooi, em Windhoek, sobre a história dos Evangelistas Petrus Jod e Marcus Witbooi. O Dr. Witbooi é filho do Pastor Marcus Witbooi, que foi o membro fundador da AMEC na Namíbia. No momento da entrevistas, o Dr. Witbooi era o primeiro ministro do governo da Namíbia, e líder da AMEC (Igreja Episcopal Metodista da África) em Namíbia.

Este artigo foi reproduzido com a permissão de: History of the Church in Namibia, an Introduction - 1805-1990, Gamsberg Macmillan, Windhoek, Namíbia, copyright © Novembro de 2003 por Dr. Gerhard Buys e Dr. Shekutaamba Nambala. Todos os direitos são reservados.