português
inglês
francês
suaíli
introdução
visão
notícia
índice
sujeitos potenciais
bibliografia
subsídios
escritórios
escreva-nos


Mbiti, John Samuel
nasceu 1931
Igreja Anglicana de Quénia e Igreja Reformada de Berna
Quénia e Suíça

John Samuel Mbiti, teólogo, professor e pastor, chamado “Pai de teologia africana contemporânea,” nasceu na segunda-feira, dia 30 de novembro de 1931, na vila de Mulango, Kitui, Quénia. Ele é filho do Samuel Mutuvi Ngaangi e da Velesi Mbandi Mutuvi do povo Akamba. Ele está casado com a Verena Mbiti-Siegenthaler e têm quatro filhos, o Kyeni Samuel, a Maria Mwende, a Esther Mwikali, e a Anna-Kavata.

Nascido entre as duas guerras mundiais, o Mbiti cresceu de baixo dos céus abertos numa paisagem que parecia não ter fronteiras – um sítio que provocou curiosidade e esticou a imaginação. Estes eram as suas primeiras impressões ao trabalhar nos quintais, ao pastorear as ovelhas, cabritos e o gado, e ao estudar na escola. O desejo dele para adquirir conhecimento formou e preparou a sua mente jovem por sua interesse em escrever e pelas mudanças rápidas da segunda metade do século vinte.

O Mbiti completou os seus estudos na escola da missão perto da casa dele na vila de Mulango. Só levou três anos em vez dos seis anos normais. Ele fez estudos médios na escola na vila de Kitui, andando à pé por 8 a 10 quilómetros por dia. Finalmente, fez os estudos secundários na Escola Secundária Aliança (1946-1949), uma escola unitária das igrejas protestantes situada perto da cidade de Nairobi. Durante os estudos secundários, ele descobriu o desejo profundo e a alegria do autor ao escrever a sua primeira romança, Mutunga Na Ngewa Yake. Esta obra foi publicada mais tarde em 1954 pela Secretaria Literária de África Oriental em Nairobi. Os missionários responsáveis pela avaliação e recomendação de obras a serem publicadas na língua Kikamba, a língua do Mbiti, perderam o único manuscrito da sua segunda romança que era maior. Nem pediram perdão por sua ação de perder o manuscrito. Ele estava profundamente desapontado por este acontecimento.

Depois de completar a escola secundária em 1949, o Mbiti inscreveu-se na Universidade Makerere na cidade de Kampala, Uganda. Naquele ano já acabou de ser classificado como uma faculdade externa da Universidade de Londres. Ele foi um dos primeiros estudantes que graduou com uma grau. Ele concentrou os estudos na língua inglesa e na geografia com estudos adicionais nas áreas de economia, história , sociologia e artes finas. A faculdade ainda não ofereceu disciplinas em estudos religiosos. Como estudante, ele seguiu um papel muito active na vida cristã na comunidade universitária que se concentrava na capela da universidade. Cultos regulares seguiram as tradições tanto dos anglicanos como dos católicos romanos. Foi durante este período que ele aceitou a visão de servir no ministério sagrado.

Depois de graduar com o bacharelado em artes em 1953, ele ensinava por um tempo breve na escola onde ele estudou em Quénia. Este período se seis meses em 1954 marcou o começo de uma vida recolhendo histórias tradicionais e provérbios. Ele viajava no além mar e estudou teologia nos Estados Unidos da América. Inscreveu-se na faculdade então conhecida como Colégio Barrington, agora chamado Colégio Gordon-Barrington – na região de Nova Inglaterra. Aqui ele ganhou mais duas graus, o bacharelado em artes em 1956 e em 1957 o bacharelado em teologia. Voltou à Quénia onde ele ensinava por dois anos no Colégio do Treinamento dos Professores em Kangundo. Também andava pregando nas igrejas locais. Durante este tempo ele foi oferecido a posição de Palestrante William Paton e serviu dando palestras entre 1959 e 1960 nos Colégios de Selly Oak na cidade de Birmingham, Inglaterra.

De Birmingham, o Mbiti foi fazer os estudos doutorais nos estudos novo testamentais na Universidade de Cambridge e recebeu a PhD em 1963. Durante o seu tempo em Cambridge, ele conheceu a sua esposa future, a Sra. Verena Siegenthaler da Suíça. Eles casaram-se em 1965. Em 1971 a Imprensa da Universidade de Oxford publicou os resultados da sua pesquisa com o título, A Escatologia do Novo Testamento no Contexto Africano: Um Estudo do Encontro entre a Teologia do Novo Testamento e Conceitos Africanos Tradicionais. Ele foi ordenado presbítero na Igreja Anglicana em 1963 e serviu por um pouco mais que um ano na Paróquia de São Miguel na cidade de St. Albans, perto de Londres. Em 1964 ele regressou a África e serviu como instrutor e mais tarde como professor, na Universidade Makerere de Uganda. Ele ensinava Novo Testamento, teologia, religião africana, e religiões do mundo. Ele também deu apoio no ministério da capela da universidade. Uma grande ajuda para ele durante o serviço académico e eclesiástico foi o seu conhecimento de várias línguas tais como kiikamba, kiswahili, gikuyu, inglês, alemão, francês, holandês comum, grego, hebreu, um pouco de luganda, e latina.

O Mbiti serviu no Departamento de Estudos Religiosos e Filosofia na Universidade Makerere. A sua área preferida de estudos foi Novo Testamento, mas também foi dado responsabilidade de ensinar na área de religião africana. Em conformidade da sua natureza inquisitiva, ele lia tudo dos poucos materiais que estavam disponíveis do tópico e suplementava o seu conhecimento através de pesquisas originais no campo, frequentemente apoiado por seus estudantes. O seu jeito como pesquisador e autor produziu o livro bem conhecido, Filosofia e Religiões Africanas, publicado pela primeira vez em 1969 (e com uma 2ª edição revisada e ampliada em 1990). O Mbiti pensava do livro simplesmente como a compilação dos seus apontamentos produzida em resposta dos pedidos dos seus estudantes. A receção mundial do livro veio como surpresa profunda para ele. Com tempo, o Mbiti produziu mais obras que tiveram uma influência ampla no contexto africano de teologia. Entre 1970 e 1990, ele publicou outros títulos, tais como Conceitos de Deus em África (1970), Amor e Casamento em África (1973), As Orações de Religião Africana (1975), e Bíblia e Teologia em Cristianismo Africano (1986). Além dos seus livros bem conhecidos, ele também publicou mais que 400 itens incluindo livros, artigos, poemas, composições e avaliações de livros nos campos de cristianismo, teologia, estudos bíblicos, estudos ecuménicos, literatura e religião africana.

De 1974 até 1980 ele serviu como diretor e professor no Instituto Ecuménico do Concílio Mundial das Igrejas ao Château de Bossey na Genebra. Depois disso, ele tomou uma posição no ministério paroquial na Igreja Reformada de Burgdorf na cidade de Berna, Suíça. Ele serviu nesta capacidade de 1981 até a sua reforma em 1996. Ele também serviu de tempo parcial como professor da ciência da missão e teologia extraeuropeia na Faculdade de Teologia na Universidade de Berna. Ele achou a combinação do trabalho académico e pastoral uma experiência muita rica. Além de tudo isso, ele serviu como professor visitante em várias universidades e seminários em África, Austrália, Grã-Bretanha, Canadá, Alemanha, Suíça e os Estados Unidos. Em reconhecimento da sua contribuição à Igreja e conhecimento académico, ele foi premiado três doutorados honorários: Doutorado de Letras Humanitárias (honorus causa) em 1973 por Barrington College, EUA; Doutor Teológico (honorus causa) em 1991 pela Universidade de Lausanne, Suíça; e Doutorado de Divindade (honorus causa) em 1997 por General Theological Seminary, em Nova Iorque, EUA. O livro Pluralismo Religioso em África: Ensaios em Honra do John S. Mbiti, editado por Jacob K. Olupona e Sulayman S. Nyang, foi publicado por Mouton de Gruyter em Berlim e Nova Iorque em 1993. Vários académicos já fizeram ou ainda estão fazendo dissertações para mestrados ou teses doutorais nos pensamentos e escritos do Mbiti.

Dos primeiros anos da década 1960, o Mbiti chamava por mais atenção a ser dado à relação entre o Evangelho, a cultura local e religião tradicional. O crescimento prolífico das Igrejas (Independentes) Iniciadas por Africanos que estão fazendo muito na área de integração da fé cristã em um ambiente tradicional e contemporânea é confirmação desta preocupação. Ele empenhe-se, por exemplo, estabelecer um entendimento e relevância pela pessoa de Jesus Cristo num ambiente africano que é tradicional e aberto à vida moderna. Ele afirma que África valoriza a mensagem evangélica de alegria pessoal e da espiritualidade que oferece a esperança e cura ao doente, à sociedade, e à terra. Ele enfatiza o valor e o lugar da Bíblica no desenvolvimento de teologia e prática da vida cristã.

O Mbiti exerceu um papel muito importante colocando estudos bíblicos e a herança cultural no meio dos processos teológicos. A sua ênfase maior e contribuição nas publicações e ensinos têm estado nas áreas dos estudos da herança africana, bíblicos, ecuménicos e inter-religiosos. O Mbiti insiste que a Bíblia é a guia e ferramenta indispensável na reflexão e articulação teológica. Também, ele afirma que teologia é o produto da igreja universal nas suas dimensões locais e globais, e que o povo africano continua sendo profundamente religioso e visão e prática. Ele percebe que a tarefa teológica em África é enorme, e que teólogos individuais podem melhor enfrentar este desafio no espírito to ditado popular que diz: “Uma pessoa não consegue abraçar uma baobá.”

Por sua vida e trabalho, o Mbiti reconhece com gratidão o lar cristão em que ele cresceu na Quénia; e a sua esposa, Verena, pelo encorajamento e apoio dela no seu serviço académico e eclesiástico. Ela é professora das línguas inglesa, francesa e alemã. Os seus quatro filhos são jeitosos nas áreas de desenho industrial, escultura, cerâmicos e produção de filmes e também mostraram muito entendimento por seu pai. Toda a família tem uma ampla perspetiva internacional e mora principalmente na Suíça, mas mantenha ligações fortes com Quénia.

J. J. van Wyk
Bibliografia:

Mbiti, Prof. John S. Entrevistado pelo autor, 15 de março de 2002, Lusaka. Gravado no Justo Mwale Theological College, Lusaka.

Biblografia Parcial das publicações por John S. Mbiti

Artigos

"African Concept of Sin." Frontier, IV Vol. VII, (Outono 1964): 182-184. [Francês: "Le concept africain du péché." Flambeau, No. 6, (Maio 1965): 104-106, Yaoundé, Cameroon].

"African concepts of Time, History and Death." Afrika: German Review of Political, Economic and Cultural Affairs in Africa and Madagascar, Vol. VIII, No. 2, (1967): 33-38. [Africa Theological Journal, No. 1, (Fevereiro 1968): 8-20, Usa River, Tanzania. Alemã: "Afrikanische Begriffe der Zeit, Geschichte und des Todes." Afrika Heute, Vol. 3, No. 1 (Fevereiro 1967): 38-42. Francês: Afrika Heute, Vol. VIII, No. 2, (1967): 33 - 4].

"Afrikanisches Verständnis der Geister im Lichte des Neuen Testamentes." Rosenkranz, G., ed.Theologische Stimmen aus Asien, Afrika und Lateinamerika, Vol. II. Münich: C. Kaiser Verlag. 1967: 130-147.

"Afrikanische Beiträge zur Christologie." Vicedom, Georg F., ed. Theologische Stimmen aus Asien, Afrika und Lateinamerika, Vol. III. Münich: C. Kaiser Verlag. 1968: 71-85. [Inglês: "Some African Concepts of Christology." Vicedom, G. F. ed.: Christ and the Younger Churches. London: S.P.C.K., 1972: 51-62].

"African Concept of Human Relations." Ministry: Theological Review, No. 9, (Outubro 1969): 158-162 (Morita, Lesotho).

"Christianity and Traditional Religions in Africa." The International Review of Mission, Vol. LIX, No. 236, (Outubro 1970): 430-440. [Também publicado como Christianity and Traditional Religions in Africa. Kampala, Uganda: Gaba Publications, 1971 and in McGavran, Donald A., ed.: Crucial Issues in Missions Tomorrow. Chicago, Moody Press, Chicago, 1972: 144-158].

"African Names of God." Orita, Vol. VI, No. 1, (Juho 1972): 3-14. Department of Religious Studies, University of Ibadan, Nigeria.

"Church and State: a Neglected Element of Christianity in Contemporary African." Africa Theological Journal, No. 5, (Dezembro 1972): 31-45.

"Harmony, Happiness and Morality in African Religion." The Drew Gateway. A Journal of Comment and Criticism, Vol. 43, No. 2, (Inverno 1973): 108-115. (Drew University).

ò Sothr hmwn (nosso Salvador) as an African Experience." Lindars, B. and Smalley, S. S., eds.:Christ and Spirit in the New Testament. Studies in honour of Charles Francis Digby Moule. Cambridge and London: Cambridge University Press, 1973: 397-414.

"African Traditional Medicine and its Relevance for Christian Work." Waack, 0., Freytag, J. and Hoffmann, G., eds. So Sende Ich Euch: Festschrift für Dr. Martin Pörksen. Kontal bei Stuttgart: Evangelischer Missionsverlag, 1973: 310-318.

"African Indigenous Culture in Relation to Evangelism and Church Development." Beaver, R. Pierce, ed. The Gospel and Frontier Peoples. South Pasadena, California, William Carey Library, 1973: 79-95.

"An African Views American Black Theology." Worldview, Vol. XVII, No. 8, (Agosto 1974), 41-44. [Reimpresso: Wilmore, Gayraud S. and Cone, James H., eds. Black Theology - A Documentary History 1966-1979. Maryknoll, New York: Orbis Books, 1979: 477-482. Francês: "Point de vue d'un théologien africain sur la théologie noire américaine." Lumière et Vie, Tome XXIII, No. 120, (Novembro - Dezembro 1974): 82-92).

"Theological Impotence and the Universality of the Church." The Lutheran World, Vol. XXI, No. 3, (Outubro 1974): 251-260. [Alemã: "Die Machtlosigkeit der Theologie und die Universalität der Kirche." Lutherische Rundschau, Heft 3, 24. Jahrgang, (Dezembro 1974): 335-347. Anderson, G. H. and Stransky, T. E., eds. Mission Trends No 3: Third World Theologies. New York: Paulist Press, Grand Rapids: W.B. Eerdmans Publishing Co., Grand Rapids, 1976: 6-18].

"Some Reflections on an African Experience of Salvation Today." Samartha, S. J., ed.: Living Faiths and Ultimate Goals: A Continuing Dialogue. Geneva: World Council of Churches, Geneva, 1975: 108-119.

"God, Dreams and African Militancy." Pobee, J. S., ed.: Religion in a Pluralistic Society: In Honour of Prof. C. G. Baëta. Leiden: E. J. Brill, 1976: 38-47.

"The Encounter between Christianity and African Religion." Temenos: Studies in Comparative?Religion Presented by Scholars in Denmark, Finland, Norway and Sweden, Vol. 12, (1976): 125-135. Helsinki/Turku, Finland.

"African Christians and the Jewish Religion." Christian Attitudes on Jews and Judaism: a Bimonthly Documentary Survey, No. 56, (October 1977):1-4. London: Institute of Jewish Affairs. "The Concept of God in Jewish and African Traditions." by von Hammerstein, Franz, ed. Christian-Jewish Relations in Ecumenical Perspective. Geneva: World Council of Churches, 1978): 53-61. [Francês: "Le concept de dieu dans la vie religieuse des juifs et des africains: analogies remarquables; vues nettement divergentes." SIDIC, edition française de la revue du Service international de documentation judeo-chrétienne, Vol. XI, No. 2, (1978): 4-8 Esta série tem título: "L"afrique et le peuple juifs, affinités bibliques." "Dieu dans la tradition Juive et dans la tradition Africaine." Journal des Missions Evangeliques, Département évangélique français d'action apostolique (DEFAP), No. 1-2-3, 154e (1979): 43-49. Alemã: "Parallelen zwischen dem Alten Testament und dem religiösen Leben von Juden und Afrikanern." Stöhr, Martin, ed. Protokolle 6.79: Europäische Theologie befragt durch Israel und Afrika. Arnoldshain: Evangelische Akademie Arnoldshain, 1979: 13-22.

"The South African Theology of Liberation: Appreciation and Evaluation." Amirtham, Samuel, ed. A Vision for Man. Essays in Honour of Joshua Russell Chandran. Madras, India: The Christian Literature Society, 1978: 348-358.

"Wandlung des afrikanischen Menschenbildes durch den Einfluss des Christentums." Mensen, Bernhard SVD, ed. Das Menschenbild Unserer Zeit. St. Augustin, Akademie Völker und Kulturen, 1978: 65-78. [Original em inglês: "A Change of the African Concept of Man Through Christian Influence." Robinson, Gnana, ed. For the Sake of the Gospel. Essays in Honour of Samuel Amirtham. Arasaradi, Madurai, India: T.T.S. Publications, 1980: 54-63.

"The Biblical Basis in Present Trends of African Theology." Africa Theological Journal, Vol. 7, No.1, 1978: 72-85 Lutheran Theological College, Makumira, P.0. Box 55 Usa River, Tanzania. [Também em: Bulletin of African Theology (Bulletin de theologie africaine), Vol. 1, No. 1, (Janeiro -Junho 1979): 11-22, Kinshasa, Association oecumenique des théologiens africains / Ecumenical Association of Africans; Occasional Bulletin of Missionary Research, Vol. 4, No. 3, (July 1980): 119-124; Appiah-Kubi, Kofi and Torres, Sergio, eds. African Theology En Route. New York: Orbis Books, 1979: 83-94].

"Cattle Are Born With Ears, Their Horns Grow Later: Towards an Appreciation of African Oral Theology." Bares, Alison, compiler and editor: Christian Theology and Theological Education in TEE African Context. Geneva: Lutheran World Federation, 1978, 35-51. [German: "Dem Kalb werden Hörner wachsen: Was Afrikas Christen mit 'mündlicher Theologie' meinen." Lutherische Monatshefte, 18. Jahrgang, (September 1979): 523-526. English Reprint: Africa Theological Journal, Vol.8 No.1, (1979): 15-25].

"Afrikanische Theologie: Hintergrunde, Schwerpunkte, Folgen." Castillo Fernando, Heinrich Fries, Elmar Klinger. John Mbiti, Wolfhart Pannenberg, Reinhard Schwarz. Herausforderung: Die Dritte Welt und die Christen Europas. Regensburg: Verlag Friedrich Pustet, 1980: 65-78.

"The Encounter of Christian Faith and African Religion." The Christian Century, Vol. XCVII, No. 27 (August 27 - September 3, 1980): 817-820.

"Mission Outreach in African Theology." Ensaio no livro escrito por Schmutz, Rebecca, ed. Christian Theology and Strategy for Mission. Geneva: The Lutheran World Federation, 1980: 172-198. [French: "Le rayonnement missionnaire dans la theologie africaine." Schmutz Rebecca. Théologie Chrétienne et le Développement D`une Stratégie Missionaire. Geneve: Fédération Luthérienne Mondiale, 1980: 182-210.

"African Religion and its Contribution to World Order." Mische, Pat, ed. The Whole Earth Papers. No. 16 1982. Spirituality and World Order. New Jersey: Global Education Associates,, 1982: 27-31. [Also "African Religion and World Order." Mische, Patricia M. and Merkling, Melissa, eds.:Towards a Global Civilization? The Contribution of Religions. New York, Bern: Peter Lang, 2001, 361-370].

"Christianity Tilts to the South: A New Challenge for Christian Ministry and Theological Education." Indian Journal of Theology, No. 33, (Janeiro 1984): 1-9. [Also published as:Christianity Tilts to the South: A New Challenge for Christian Ministry and Theological Education. India: Serampore, India 1983].

"Man in African Religion." Mowoe, Isaac James and Bjornson, Richard, eds. Africa and the West. New York: Greenwood Press, 1986: 55-67.

"God, Sin, and Salvation in African Religion." The Journal of the Interdenominational Theological Center, Volume XVI, Nos. 1 and 2, (Outono 1988/Primavera 1989): 59-68. [Também em AME Zion Quarterly Review, Vol. 100 No. 1 (1989): 2-8].

"Is Jesus Christ in African Religion?" Pobee, John Samuel, ed. Exploring Afro-Christianity. Bern, Frankfurt, New York: Peter Lang, 1992: 21-29.

"The Bible in African Culture." Gibellini, Rosino, ed. Paths of African Theology. Maryknoll, New York: Orbis Books, 1994:27-39. [Italian: "La Bibbia nella kultura africana." Gibellini, Rosino, ed. Percorsi di Teologia Africana. Brescia, Italy: Queriniana, 1994: 41-60.

"Confessing Christ in a Multi-faith Context - with two Examples from Africa." Christianity and Other Faiths in Europe. Geneva: Lutheran World Federation, Geneva Documentation No. 37, November 1995:155-169.

"The Holy Spirit in African Independent Churches." Faculty of Baptist Theological Seminary, Rüschlikon, Switzerland, eds. Festschrift Günther Wagner. Bern, New York et al: Peter Lang, 1994: 101-111.

"Challenges Facing Religious Education and Research in Africa: the Case of Dialogue Between Christianity and African Religion." Religion and Theology, Vol. 3/2, (1996): 170-179. University of South Africa (UNISA), Pretoria.

"The Ethical Nature of God in African Religion as Expressed in African Proverbs." Saayman, Willem, ed. Embracing the Baobab Tree. The African Proverb in the 21st Century. Pretoria: University of South Africa (UNISA) Press, 1997: 139-162.

"'Hearts Cannot be Lent!' In Search of Peace and Reconciliation in African Traditional Society."The Princeton Seminary Bulletin. Vol. XX No. 1 New Series, February 1999: 1-12.

"'When the Right Hand Washes the Left Hand and the Left Hand Washes the Right Hand, the Two Will be Clean.' Some Thoughts on Justice and Christian Mission in Africa." Krämer, Klaus und Paus, Ansgar. Festschrift für Horst Bürkle zum 75. Geburtstag (2000). Herausgeber: Die Weitte des Mysteriums. Christliche Identität im Dialog. Freiburg, Basel und Wien: Herder, 2000: 433-464.

"'For Now we See in a Glass Darkly...' The Emerging Faces of Jesus Christ in Africa." Colzani, G., Giglioni, P., Karotemprel, S., eds. Cristologia e Missione Oggi. Vatican: Urbaniana University Press, 2001:143-164.

"'When the Bull is in a Strange Country, It does not Bellow': Tribal Religions and Globalization." Stackhouse, Max L., ed. with Obenchain, Diane B. God and Globalization Volume 3: Christ and the Dominions of Civilization. Harrisburg, Pennsylvania: Trinity Press International, 2001: 139-172.

"'A Person Who Eats Alone Dies Alone': Death as a Point of Dialogue Between African Religion and Christianity." Mwakabana, Hance A.O., ed.: Crises of Life in African Religion and Christianity.Geneva: LWF Studies, 2002: 83-106.

Além destes artigos e ensaios em vários livros e revistas, O Mbiti vez numerosas contribuições aos dicionários e enciclopédias. Estes incluem artigos em:

Oxford African Encyclopedia. Oxford: Oxford University Press, 1974.

Family of Man Encyclopaedia, Vol. 4. London: Marshall Cavendish, 1975.

Evangelisches Kirchenlexikon, Internationale Theologische Enzyklopädie. Five Volumes. Mbiti, J. S. Co Editor with Fahlbusch Erwin; Jan Milic Lochman, John Pelikan Jaroslav and Lukas Vischer: Göttingen: Vandenhoeck & Ruprecht, 1986 -1997. (Tradução em inglês, 1999: The Encyclopedia of Christianity by Geoffrey W. Bromiley, with David B. Barrett as statistical editor, Grand Rapids: William B. Eerdmans Publishing Company, Cambridge: Cambridge University Press, Leiden: Brill.)

Dictionary of the Ecumenical Movement, Lossky, Nocholas, Boinino, José Miguez, et al., eds. Geneva: World Council of Churches Publications and Grand Rapids: William B. Eerdmans Publishing Company, 1991.

Encyclopedia of Bioethics, Reich, Warren Thomas, editor-in-chief, New York: Macmillan Publishing Co., Simon & Schuster Macmillan and London: Prentice Hall International, 1995.

Livros

Mutunga Na Ngewa Yake. (Uma romança na língua Kiikamba). London: Nelson and Nairobi: East African Literature Bureau, 1954. (Publicado em várias edições).

Kithamani kya uthwii. Nairobi: East African Literature Bureau, 1954. (Tradução na lingual Kiikamba do Stevenson, R.L. Treasure Island, resumido).

English-Kamba Vocabulary. Nairobi, Kenya: East African Literature Bureau, 1959. (Reimprsso em Nairobi: Kenya Literature Bureau, 1981).

The People of God. Geneva: World Student Christian Federation, 1962.

Christian Eschatology in Relation to Evangelisation of Tribal Africa, Ph.D.dissertation, Cambridge: University of Cambridge, 1963.

Der Wanderer von Land Zu Land. Uma seleção de poemas e histórias traduzida em alemão por Dore Marx and Peter Sulzer. Zürich: Schweizerischer Evangelischer Missionsrat, 1963.

Akamba Stories. Oxford: Oxford University Press and Claredon, 1966. (Publicado na série da "The Oxford Library of African Literature"). Reimpresso na edição capa de papel, Nairobi: Oxford University Press, 1983.

African Religions and Philosophy. London: Heinemann Educational Books, New York: Praeger, 1969. Paperback edition, Anchor Books New York, Doubleday, 1970. 2nd edição revisada e ampliada. Oxford, England and Portsmouth, N.H.: Heinemann International, 1990. Traduções: Japanês, Japan: Hosei University Press,1969. Francês, 1972. Yaoundé, Cameroon: Editions CLE. Alemã, Berlin: Walter de Gruyter, 1974. Edição koreana traduzida por Jin-Hong Jeong, Seoul, Korea: Modern Thought Publishing Company, 1979. Edição dinamarquesa traduzida por Birthe M. Holst, Copenhagen, Denmark: Gyldendalske Boghandel. Nordisk Forlag A. S., 1980. Polonês, Warszawa (Warsaw), Poland: Instytut Wydawniczy Pax, Krystyna Wiercienska, 1980. Edição espanhol traduzida por José Carlos Rodriguez, Madrid, Spain: Arturo Soria, 1991. Edição italiana traduzida por Cinzia Valli, Torino, Italy CEI - Società Editrice Internazionale, 1992).

Poems of Nature and faith. Nairobi: East African Publishing House, 1969.

Concepts of God in Africa. New York: Praeger; London: SPCK, 1970.

New Testament Eschatology in an African Background: A Study of the Encounter Between New Testament Theology and African Traditional Concepts. Oxford: Oxford University Press, London: SPCK, 1971. Reprinted in 1978, London: SPCK.

The Crisis of Mission in Africa. Mukono-Kampala: Church of Uganda Press, 1971.

The Voice of Nine Bible Trees. Mukono-Kampala, Uganda: Church of Uganda, 1972. Press. (Bari translation - Southern Sudan in the Bari language, Sudan 1986 Philippa F. Guillebaud translator/supervisor, Southampton, England: Roy Davis Printers. Also serialised in German in Die Gemeinde, No's 31-39, 1983).

Love and marriage in Africa. London, Longman, 1973.

Death and the Hereafter in the Light of Christianity and African Religion. Inaugural (and Farewell) Lecture Kampala: Makerere University, 1974.

Introduction to African Religion. London: Heinemann, New York: Praeger Inc., 1975. Reprinted 1986. 2nd edition, Oxford, Portsmouth CT, Nairobi: Heinemann Educational Books, 1991.

The prayers of African religion. London, SPCK. New York: Orbis Books, 1975.

Prayer and Spirituality in African Religion. Charles Strong Memorial Lecture, Australia, August 1978. Bedford Park, South Australia: Australian Association for the Study of Religions, at Sturt College of Advanced Education, 1978.

Bible and Theology in African Christianity
. Nairobi: Oxford University Press, 1986. German translation, Göttingen: Vandenhoeck & Ruprecht, 1987.

Livros editados por J. S. Mbiti:

African and Asian Contributions to Contemporary Theology. Report of Consultation held at the World Council of Churches Ecumenical Institute Bossey, 8-14 Junho 1976. Céligny, Geneva: Ecumenical Institute Bossey, 1976.

Confessing Christ in Different Cultures. Report of a Colloquium held at the Ecumenical Institute, Bossey, 2-8 July 1977. Céligny, Geneva: Ecumenical Institute Bossey, 1977.

Indigenous Theology and the Universal Church. Report of the consultation of the same title 16-22 June 1978. Céligny: Ecumenical Institute Bossey, 1978.

Christian and Jewish dialogue on Man
. Report of the Jewish and Christian study seminar at the Ecumenical Institute Bossey, 12-16 March 1978. Céligny: Ecumenical Institute, Chateau de Bossey, 1980.

African Proverbs Series. Five Volumes. Series Editor J. S. Mbiti. Pretoria: University of South Africa (UNISA) Press, 1997. (Also published by Nairobi: Daystar and Ibadan: Sefer Publishers).

Evangelisches Kirchenlexikon, Internationale Theologische Enzyklopädie. Five Volumes. Mbiti, J. S. Co Editor with Fahlbusch Erwin; Jan Milic Lochman, John Pelikan Jaroslav and Lukas Vischer: Göttingen: Vandenhoeck & Ruprecht, 1986 –1997. (English translation 1999: The Encyclopedia of Christianity by Geoffrey W. Bromiley, with David B. Barrett as statistical editor, Grand Rapids: William B. Eerdmans Publishing Company, Cambridge: Cambridge University Press, Leiden: Brill.)
Esta história submetida em 2003, foi pesquisada e escrita por Dr. Jurie van Wyk, Diretor da DACB, escritório da África Austral e Oriental em Lusaka, Zambia, e coordenador auxiliar, Justo Mwale Theological College, uma instituição participante da DACB.