português
inglês
francês
suaíli
introdução
visão
notícia
índice
sujeitos potenciais
bibliografia
subsídios
escritórios
escreva-nos


Malaki, Musajjakawa
n. 1875 f. 1929
Igreja Malakita
Uganda

Musajjakawa Malaki foi um líder que formou a igreja separatista, a Sociedade do Deus Altíssimo, popularmente conhecida como os Malakitas.

Malaki, do povo Baganda, recebeu duas recusas de batismo pelos missionários anglicanos, em 1914 fundou o movimento Malakita, o qual logo tonou-se uma denominação que ganhou mais de noventa mil membros em sete anos. Os Malakitas foram também a primeira igreja independente na Uganda.

Apesar dos Malakitas serem um grupo religioso eles também tinham o germe dos dissidentes anti colonialistas. O movimento estava quase totalmente restrito ao povo Baganda, um grupo étnico dominante da Uganda o qual por volta de 1914 era na sua maioria cristão. Malaki ensinou que a medicina ocidental deveria ser rejeitada, o que criou conflitos tanto com os missionários quanto com o governo. Talvez o conflito mais sério foi sua postura enquanto a redistribuição da terra. A sua proposta era uma ameaça para os chefes locais. No entanto, o incidente que provocou supressão dos Malakitas pelo governo colonial foi a recusa em cooperar com o programa de vacinação. O próprio Malaki morreu em conseqüência de uma greve de fome.

O movimento declinou rapidamente após o seu apogeu em 1921 até que desapareceu por volta de 1930. A igreja dos Malakitas está entre uma das poucas igrejas independentes da África de grande porte que desapareceu. O seu surgimento fez com que as igrejas missionárias reconsiderassem as suas atitudes sobre as aspirações religiosas africanas.

Norbert C. Brockman


Bibliografia:

Lipschutz, Mark R., e R. Kent Rasmussen. Dictionary of African Historical Biography. 2ª edição. Berkeley: Editora da Universidade da Califórnia, 1986.
Este artigo foi reproduzido com a permissão do An African Biographical Dictionary, copyright © 1994, editado por Norbert C. Brockman, Santa Barbara, Califórnia. Todos os direitos são reservados.