português
inglês
francês
suaíli
introdução
visão
notícia
índice
sujeitos potenciais
bibliografia
subsídios
escritórios
escreva-nos


Nsibambi, Simeoni
n. 1897 f. 1978
Anglicano (Movimento Balokole)
Uganda

Simeoni Nsibambi nasceu e foi criado em Buloba na região de Busiro, em Uganda. Ainda muito jovem demonstrava grandes qualidades, tanto que seu pai Walusimbi Kimanje, um chefe em Wakiso o nomeou seu sucessor apesar de ele não ser o filho mais velho.

Foi educado na Escola Secundária Mengo e na Escola do Rei de Budo, onde acabou sendo o diretor. Uganda, sendo um protetorado britânico, se envolveu na Segunda Guerra Mundial e Simeoni entrou para o Corpo Médico Nativo Africano. Foi condecorado pelos seus serviços.

Em 1920 foi nomeado o Oficial Chefe de Saúde no governo de Kabaka. Ele era um líder natural, e entre as suas realizações era cantor, artistas, jogador de futebol e lutador.

Durante o tempo de serviço na Guerra, Simeoni se conscientizou da dimensão espiritual da sua vida, e em 1922 se tornou um cristão comprometido. Ele rapidamente começou a demonstrar a preocupação pelas questões sociais que presenciava em sua volta e pela corrupção que ele sentia que invadia a Igreja de Uganda, da qual ele se tornou um membro ativo.

Em 1951 casou-se com Eva Bakaluba, filha mais velha de Erasto Bakaluba, um cristão fervoroso e funcionário do Colégio do Rei em Budo. Simeoni e Eva tiveram doze filhos. O testemunho da sua família, especialmente a excelente reputação de Eva, foi um modelo para a sua geração. Ele generosamente recebia seus colegas e visitantes de todas as nacionalidades e origem étnica.

Uma reunião em 1929 entre Simeoni e o Dr. Joe Church, um missionário que trabalhava em Ruanda foi um ponto decisivo na vida deles e que o fez emerger como o precursor do Avivamento do Leste da África. Simeoni renunciou o seu cargo no governo e devotou a sua vida a ganhar pessoas para Jesus Cristo.

Ele era membro do grupo que liderou a convenção em Kabale, Uganda, em setembro de 1935. Isto freqüentemente é considerado como o primeiro e maior evento do Avivamento do Leste da África, o qual transformou o Cristianismo no Leste da África nos próximos vinte anos. Apesar de não ser um orador eloqüente, sua pregação tranqüila e profunda muitas vezes provocou notáveis manifestações entre os ouvintes. A sua mansa e penetrante compreensão das pessoas e a sua profunda experiência cristã era uma inspiração para muitos nesta época. Ele compartilhava liderança das missões e das convenções na Uganda e no Quênia. Muitos procuravam o seu conselho. A sua sabedoria provinha de grandes habilidades intelectuais, a sua vasta leitura de livros cristãos e de sua caminhada junto com o seu Deus.

Em maio de 1941 ele adoeceu e daí em diante permaneceu confinado na sua casa. Desde sua casa, pelos trinta e sete anos restantes da sua vida, continuou a influenciar o curso do Avivamento. Seus muitos visitantes eram um tributo pelo seu amor às pessoas, sem importar a nacionalidade, e a sua preocupação pelo seu bem estar tanto físico quanto espiritual.

H. H. Osborn


Bibliografia:

J. E. Church, Quest for the Highest (Paternoster 1981).
H. H. Osborn, Pioneers in the East African Revival (Apologia 2000).

Este artigo foi apresentado em 2002, e escrito para o DIBICA por Dr. H. H. Osborn, autor do livro Pioneiros do Avivamento do Leste da África.



Eva e Simeoni Nsibambi

Eva e Simeoni Nsibambi
Ampliar